O que é pulpite?

A pulpite é uma inflamação dolorosa da polpa dentária que é a parte mais interna no dente, onde se localizam os vasos sanguíneos e os nervos responsáveis pela vitalidade do dente.

A dor no dente afetado pode ser bastante intensa, sendo mais frequente na presença de estímulos (na mastigação de alimentos ou bebidas frios ou quentes). Quando a polpa já se encontra muito afetada e impossível de ser salva por estar em degeneração, a dor persistirá mesmo após a eliminação do estímulo (mastigação, frio e/ou quente) ou poderá desparecer naturalmente, ou seja, de forma espontânea.

Com o intuito de avaliar a vitalidade da polpa, o dentista poderá recorrer a um estimulador térmico ou elétrico, porém este método não lhe permitirá avaliar se ela se encontra saudável.

Pode-se afirmar que a polpa se encontra viva quando o doente sente a pequena descarga elétrica ou a diferença de temperatura que lhe foi aplicada no dente. O tipo de sensibilidade de um dente indica frequentemente que a inflamação se espalhou para os tecidos e ossos adjacentes, e neste caso deverá ser pensada a realização de endodontia (desvitalização do dente).

As pulpites ocorrem quando se verifica uma agressão ao dente, levando a um aumento de volume da polpa (vasodilatação), em consequência do aumento de fluxo sanguíneo (hiperemia ou congestão pulpar) que tem como objetivo fazer chegar à polpa dentária um maior número de células de defesa e anticorpos, no sentido de combater essa mesma agressão.

É essa vasodilatação, provocada pelo maior aporte sanguíneo, que implica uma compressão da polpa contra as paredes internas dos dentes, originando o estado de pulpite, e consequentemente a dor forte que invariavelmente se verifica durante o estado dessa pulpite hiperreativa.

Pulpite - causas

Dentre as causas mais frequentes, a cárie dentária destaca-se das demais. Na cárie ocorre uma destruição dos tecidos duros, ficando o dente cariado em consequência da atuação de determinadas bactérias presentes na boca. É, efetivamente, uma doença ou processo patológico infeccioso e contagioso que pode afetar os dentes após a sua erupção na cavidade oral, constituindo um dos problemas com maior prevalência na população mundial. A cárie pode ocorrer desde tenra idade, em qualquer dente de leite ou em dentes definitivos, até à idade geriátrica, não sendo por isso uma doença específica de determinada idade.

A cárie dentária é caracterizada por duas fases distintas: a cárie inicial (começo ou início da cárie, ainda superficial, ou seja, confinada ao esmalte) e cárie avançada (mais profunda, atingindo a dentina e/ou a polpa dentária, podendo até originar fraturas dentárias). Caso a cárie afete a polpa dentária (atingindo os vasos sanguíneos e nervos), ocasionará infecção.

Outras causas que podem desenvolver uma situação de pulpite passam por eventuais traumatismos, como por exemplo quedas e pancadas (pulpite traumática) ou de outro tipo de lesão que afete a polpa, mesmo que esse trauma não implique fratura dentária. Mais raramente, situações específicas de trauma crônico podem também estar na base do aparecimento de pulpites, tais como: o bruxismo e a mastigação incorreta ou desequilibrada (maloclusão). Diferenças bruscas de temperatura, radiação ou quimioterapia, galvanismo e ainda as agressões com determinados químicos, figuram também dentro das possíveis causas para o aparecimento de pulpites, todavia bem menos prevalentes.

As situações de gengivite, ainda que se tratem de processos inflamatórios, por norma não estão associadas ao surgimento de pulpites. Contudo, se não tratada, a gengivite tenderá a evoluir para periodontite, afetando consequentemente os tecidos de suporte mais profundos do dente e, neste caso, a infecção e destruição do tecido periodontal pode provocar uma situação de pulpite no dente (pulpite retrógrada), resultado de uma eventual infecção do mesmo, que se inicia no ápice da raiz do dente.

Pulpite - diagnóstico

O diagnóstico de pulpite é clínico e deverá ser feito pelo dentista.

Com o intuito de averiguar se a polpa se encontra ainda suficientemente saudável para poder ser salva, o médico dentista tem ao seu dispor alguns testes que poderão ser efetuados. Um dos testes passíveis de ser realizado prende-se com a aplicação de um estímulo frio no dente afetado. Se a dor decorrente do estímulo parar de imediato ou poucos segundos após a remoção do estímulo frio, isto significará (salvo possíveis exceções) que a polpa ainda se encontra saudável, possibilitando normalmente ao dentista a sua manutenção e regressão da sintomatologia através da remoção da parte lesionada do dente, procedendo de seguida à sua restauração.

Outra forma de diagnóstico são as radiografias, através das quais o dentista poderá certificar-se da existência e extensão das cáries e tentar perceber se a inflamação causou a perda de tecido ósseo em volta da raiz do dente, resultado de uma provável infecção.

Pulpite - sintomas

Na pulpite, os sintomas, salvo raras exceções, manifestam-se essencialmente pela existência de dor no dente afetado que pode ser bastante intensa, tornando-se, com a evolução da patologia, cada vez mais latejante e de maior duração, com tendência a difundir-se para áreas adjacentes, manifestando-se em alguns casos com maior prevalência durante a noite.

Efetivamente, dentro dos sinais e sintomas que podem estar relacionados com uma pulpite, a dor surge como o principal indicador, variando na sua intensidade, duração, intervalo de acalmia, irradiação e desconforto associado.

O doente pode ainda causar sensação de “inchaço” ou o “dente inchado” devido à  pressão, podendo haver mesmo evidência de rosto inchado, nos casos mais avançados de pulpite.

Dentro da terminologia relacionada com a pulpite, existem várias designações associadas, tais como: pulpite supurativa ou pulpite purulenta (com pús), pulpite seca, pulpite serosa ou ainda pulpite ulcerativa (também referida como pulpite gangrenosa), entre outras. Todavia, todas elas inerentes ao mesmo processo patológico, ou seja, são indicadores do estado evolutivo da pulpite e não propriamente doenças distintas da polpa.

De qualquer modo, podemos efetuar uma classificação da pulpite de acordo com alguns tipos de parâmetros, sendo relevantes os seguidamente descritos:

Pulpite aguda

Na pulpite aguda, a desorganização e degeneração da polpa dentária ocorre num curto espaço de tempo. A dor que provoca é normalmente contínua, forte e difusa e agrava quando a pessoa se deita devido por conta da irrigação cefálica.

A duração da pulpite aguda pode variar em média entre 2 a 14 dias, reagindo fortemente aos estímulos externos, principalmente alterações de temperatura.

Numa fase mais inicial estaremos perante uma pulpite aguda serosa, caracterizada por alterações vasculares e formação de um exsudado seroso, sendo a dor mais tolerável. Contudo, a sua eventual evolução para uma pulpite aguda purulenta (ou supurativa), originando já a formação de pus, leva a um aumento significativo da sintomatologia.

Pulpite crônica

Na pulpite crônica os processos inflamatórios instalam-se ou evoluem de uma forma mais lenta ou demorada, verificando-se uma degeneração da polpa mais tardiamente quando comparada à pulpite aguda, dependendo do tipo e intensidade do fator causador, assim como das condições da câmara pulpar.

Pode assumir características de uma pulpite crónica hiperplásica, quando se verifica já uma grande abertura da câmara pulpar, expondo-a e levando normalmente à formação de um pólipo (hiperplasia desse tecido) de cor avermelhada.

Outra forma distinta a considerar, refere-se à pulpite crônica ulcerativa, quando a superfície da polpa entra em contato com o meio oral, originando uma úlcera tópica de aspeto granuloso e que sangra com facilidade.

Podemos falar ainda dos casos em que ocorrem situações de pulpite crônica esclerosante (esclerose pulpar), que corresponde a uma doença degenerativa da polpa relativamente comum nos doentes idosos, ou seja, resulta da aceleração patológica de um processo normalmente relacionado com a idade, em que se vai verificando uma calcificação do tecido esclerosado, reduzindo a dimensão da câmara pulpar.

Pulpite reversível

A pulpite reversível, também designada de pulpite transitória é um tipo de pulpite que consegue regredir sem deixar sequelas no dente, ou seja, sem afetar a sua vitalidade, tal como o próprio nome sugere.

Por norma corresponde a uma pulpite incipiente ou inicial, de características específicas cuja polpa ainda se encontra organizada, e como tal permite ainda o seu tratamento de forma conservadora, sem ser portanto necessário recorrer à desvitalização do dente (endodontia ou tratamento de canal). Veja mais informação em tratamento da pulpite.

Efetivamente, a hiperemia ou ligeira inflamação da polpa, que carateriza esta pulpite focal reversível e que normalmente corresponde a uma pulpite aguda reversível, desaparece sem deixar sequelas, desde que se consiga eliminar o fator irritativo que a provocou.

Em geral não existe dor constante, mas ocorre apenas um aumento da dor aguda quando o dente é estimulado (pelo frio por exemplo), cessando imediatamente após a remoção desse estímulo.

Pulpite irreversível

Caso a pulpite não regrida ou não seja tratada, haverá uma progressão da mesma instalando-se uma pulpite irreversível, implicando um tratamento muito mais invasivo, nomeadamente endodôntico (tratamento de canal ou desvitalização), comprometendo assim a vitalidade do dente.

Na fase de transição da pulpite reversível para a pulpite irreversível verifica-se uma gradual desorganização da polpa dentária, acompanhada por diferentes estados de dor, que pode ser provocada (embora persista por mais tempo após a interrupção do estímulo) ou já espontânea, aguda e intermitente, passando de localizada a irradiada ou reflexa, isto numa primeira fase (pulpite aguda irreversível).

Com o agravar da doença, ou seja, numa fase mais avançada, a dor tende a tornar-se mais aguda, ao ponto de se tornar intolerável, pulsante e constante, que aumenta ao deitar e que tende a aliviar com o frio e aumentar com o calor.

Contudo, existem situações em que este tipo de pulpite pode não implicar dor durante uma determinada fase da sua evolução (pulpite irreversível assintomática), o que acontece por vezes quando provém de uma pulpite aguda anterior ou se desenvolve dentro do próprio âmbito das alterações crônicas. Esta situação leva geralmente a uma situação de necrose pulpar (pulpite necrosante), sendo que neste caso o dente não costuma responder ao frio, mas por vezes responde dolorosamente ao calor ou à percussão. Um dos sinais que mais pode sugerir esta situação é o escurecimento do dente.

Pulpite tem cura?

A pulpite é passível de cura, podendo contudo conseguir-se ou não manter a vitalidade do dente (manter a polpa dentária), dependendo do estado de pulpite reversível ou irreversível.

Dado que a polpa se localiza no interior do dente, não tem espaço para aumentar de volume quando inflama, aumentando assim a pressão dentro do dente. Se quando ocorrer uma inflamação ligeira, esta for tratada adequada e a tempo, não irá gerar danos irreversíveis na polpa do dente. Todavia, uma inflamação grave degenera ou destrói a polpa, uma vez que o aumento da pressão pode impelir a polpa até ao limite da raiz, podendo mesmo afetar o maxilar e os tecidos contíguos.

Pulpite - tratamento

Na pulpite, o tratamento depende da causa subjacente e do estágio em que a mesma se encontra.

Quando a pulpite é detetada numa fase precoce, poderemos estar perante uma pulpite reversível, e sendo assim, o tratamento passa pela remoção do fator irritativo. Como vimos, a cárie é a principal causa de pulpite, onde a solução, na maioria das vezes, para a eliminação da dor, assenta numa restauração temporária com aplicação de produtos específicos sob a mesma e junto à polpa. Este tipo de restauração permanece no dente normalmente por um período de quatro a oito semanas e, em seguida, caso se tenha conseguido a regressão dos sintomas, dever-se-á substituir por uma restauração permanente, que mediante certas circunstâncias, poderá até ser realizada imediatamente.

Na pulpite irreversível, o tratamento passa pela desvitalização do dente (endodontia). Quando a lesão pulpar é de tal forma extensa, não podendo por isso ser revertida, como por exemplo no caso dos estados mais avançados de cárie, isto é, um dente que apresente uma cárie profunda que atinja já a polpa dentária, verificando-se infecção, a única forma de se tentar eliminar a dor passa pela remoção da polpa, através de um tratamento de canal ou endodontia (desvitalização do dente).

A endodontia ou desvitalizar o dente, consiste num tratamento dentário ou odontológico que remove todo o tecido orgânico contido na polpa e interior das raízes dos dentes, ou seja, de dentro do canal dentário ou canal radicular. Por esta razão, este tratamento é também designado de tratamento de canal dentário, podendo ser efetuado em qualquer um dos dentes. Perante uma situação de inflamação da polpa dentária (pulpite), ou seja, de dente inflamado ou mesmo de uma inflamação irreversível da polpa ou do nervo dentário, vulgarmente associada a uma infecção dentária, a desvitalização do dente poderá apresentar-se como o único tratamento viável para evitar a sua exodontia ou extração (“tirar o dente”).

É ao endodontista, especialista em tratamento do canal dentário ou desvitalização que cabe avaliar a situação recorrendo para isso a vários métodos, a saber: a observação direta, a exploração com sonda, testes de sensibilidade dentária e eventual radiografia dentária, de modo a diagnosticar o estágio da infecção, e assim concluir se o tratamento passa por desvitalizar o dente ou se poderá ser mais conservador ou menos invasivo.

No caso da mulher, durante a gravidez o tratamento da pulpite também pode e deve ser realizado, com os devidos cuidados, para o bem-estar da mãe e do feto, uma vez que as infecções dentárias podem afetar a saúde de ambos e em certos casos pode mesmo provocar o parto prematuro.

Como vimos, em último caso, a única solução passa pela perda do dente afetado, ou seja, pela sua extração ou “tirar ou arrancar o dente” (exodontia).

Todos os tratamentos dentários descritos são efetuados sob anestesia de modo que o paciente não sinta qualquer tipo de dor ou seja minimizada ao máximo durante e após as intervenções.

Na pulpite sintomática podem ser prescritos remédios ou medicamentos analgésicos  que permitam aliviar a dor de dentes ou em alguns casos efetuar tratamento antibiótico e/ou anti-inflamatório para ajudar a desinflamar o dente, devendo o doente tomar a medicação sempre sob orientação do dentista.

O doente deve ter consciência de que mesmo que ocorra o alívio da dor, esta condição não permite, por si só, tratar a causa, o problema persistirá e poderá gravar-se com o tempo.

Cuidado com a utilização de alguns produtos, por vezes, referidos em  blogs, na Internet, como por exemplo água oxigenada, entre outros, sob pena de agravar seriamente o problema. O doente não deve em nenhuma circunstância automedicar-se e deve sempre consultar o dentista com a máxima urgência, de modo a efetuar o diagnóstico e iniciar o tratamento o mais precocemente possível

Fonte: SaúdeBesmEstar
https://goo.gl/VV5VrQ

Clube de Benefícios ABO

A maior capilaridade de rede credenciada do Brasil

Atendimento nacional com a maior capilaridade de rede credenciada do Brasil;
Plano participativo com limite de R$ 111,44/mês por usuário, sendo apenas um fator moderador e não impeditivo.
Possibilidade de contratar um plano com rede diferenciada para atendimento em prestadores de primeira linha.
Por ser um contrato por adesão, o acesso a plano individualizado ou familiar tem valores abaixo dos planos oferecidos diretamente pelas operadoras.
Acesse: http://www.benevix.com.br/?valores-dos-planos2/62/ABO%20NACIONAL

Sinônimo de segurança, credibilidade e compromisso

A DM10 Seguros  é o resultado da união de profissionais com mais de 20 anos de experiência e conhecimento técnico especializado, oferecendo suporte necessário aos clientes, com a missão de entender as suas particularidades e antecipar suas necessidades,visando garantir tranquilidade e fidelização. Estamos pautados na ética, comprometimento, respeito e foco nos resultados. A DM10 Seguros atua há 10 anos no mercado, promovendo parcerias estratégicas, especialmente com Associações e Entidades de Classe. Primamos pelo atendimento personalizado e pela oferta dos melhores serviços, através de uma equipe técnica altamente qualificada e constantemente treinada, apoiada por relacionamento sólido e efetivo com o corpo diretivo e decisores das companhias seguradoras

Produtos ABO NACIONAL
 
CARRO FÁCIL : em parceria com a PORTO Seguro, a DM10 Seguros oferece aos associados da ABO Nacional, em condições especiais, um serviço pioneiro, que une conveniência e atendimento diferenciado. Com ele, o associado ABO Nacional paga uma mensalidade e a seguradora cuida de tudo, da documentação ao seguro, incluindo uma serie de serviços para simplificar o seu dia a dia. Se você prefere usar um bom carro, ao invés de tê-lo precisa conhecer o Porto Seguro Carro Fácil. E só assinar o seu, Fácil Assim!

PREVIDÊNCIA : A Previdência privada é uma excelente forma de garantir uma vida tranquila para você e sua família!
Os planos de previdência privada são uma excelente forma de garantir uma vida tranquila para você e sua família, através de uma pequena contribuição mensal que irá complementar a aposentadoria básica da Previdência Social. Para isto, a DM10 Seguros oferece, em condições especiais para os associados ABO Nacional, dois modelos de previdência privada, o PGBL e o VGBL. Com os nossos planos, você consegue planejar um futuro estável e também reunir recursos para garantir a educação ou carreira profissional de seu filho.

Seguro de VIDA: Aproveitar os bons momentos ao lado de quem é especial para você é uma das melhores coisas da vida. Para isso, ter um seguro de vida é essencial.
Imprevistos acontecem. E este é o motivo pelo qual tomamos várias ações para minimizar suas consequências. Uma das ações mais tradicionais e garantidas para isso é fazer um seguro de vida, afinal, nada como proteção para ficarmos tranquilos diante de algo inesperado. Se você fosse elencar suas maiores preocupações, sem dúvida a saúde e o bem-estar de entes queridos seria uma delas, acima de seus bens materiais, por exemplo. Logo, se você cuida de seus bens, por que não proteger também o futuro das pessoas que você mais ama? Com os nossos planos de Seguro de Vida em condições especiais para os associados ABO Nacional, você tem amparo em situações imprevistas como doenças, acidentes pessoais, perda temporária de renda entre outras emergências que envolvam sua vida e de sua família.

CONSÓRCIO : Planeje e adquira com tranquilidade a sua casa, apartamento, terreno ou imóvel comercial!
Se você sonha em aumentar seu patrimônio, quitar seu financiamento imobiliário ou sair do aluguel, o Consórcio imobiliário foi feito para você.Com parcelas que cabem em seu orçamento, você planeja e investe para transformar seu sonho em realidade, Os planos oferecidos pela DM10 Seguros em condições especiais para os associados ABO Nacional são atrativos e sem burocracia. Ao ser contemplado, pode usar a carta de crédito para adquirir seu imóvel, novo ou usado, residencial ou comercial, em qualquer lugar do Brasil, no campo, na cidade ou na praia, desde que possua habite-se. Se preferir, você pode comprar um terreno urbanizado.

Conheça também as condições especiais em Consórcio de Automóvel que a DM10 Seguros oferece aos associados ABO Nacional

CARRO FÁCIL : em parceria com a PORTO Seguro, a DM10 Seguros oferece aos associados da ABO Nacional, em condições especiais, um serviço pioneiro, que une conveniência e atendimento diferenciado. Com ele, o associado ABO Nacional paga uma mensalidade e a seguradora cuida de tudo, da documentação ao seguro, incluindo uma serie de serviços para simplificar o seu dia a dia. Se você prefere usar um bom carro, ao invés de tê-lo precisa conhecer o Porto Seguro Carro Fácil. E só assinar o seu, Fácil Assim!

Acesse: http://www.dm10seguros.com.br/ABODM10/

ABO oferece benefícios exclusivos nos livros da Napoleão

A parceria entre a ABO e a Editora Napoleão oferece uma série de benefícios para você, cirurgião-dentista ou aluno associado, nas compras feitas pelo intermédio desta entidade.
 
O pacote abaixo, por exemplo, custaria R$ 2.153; porém, pode ser adquirido por R$ 1.291,80 e, ainda, parcelado em até dez vezes no cartão de crédito ou em boletos bancários. E tem mais: o frete não será cobrado. Esta redução não é um desconto, mas, sim, um subsídio de incentivo concedido pela ABO.
 
No caso deste conjunto de obras, os livros também poderão ser comprados unitariamente, com redução de 30% sobre o valor de tabela.
 
Confira:
 
Riquieri - Anatomia e escultura dental             - R$ 420,00 - 30% = R$ 294,00
 
Pagani - Preparos dentários                               - R$ 385,00 - 30% = R$ 269,50
 
Cimões - Manual de Cirurgia Periodontal        - R$ 430,00 - 30% = R$ 301,00
 
Fontoura - Terapêutica medicamentosa          - R$ 120,00 - 30% = R$   84,00
 
Fontoura - Emergências médicas                      - R$ 250,00 - 30% = R$ 175,00
 
Kitakawa - 10.000 questões p/ concursos        - R$ 298,00 - 30% = R$ 208,60
 
Carreon - Geração de negócios                         - R$ 135,00 - 30% = R$   94,50
 
Carreon - MBA Marketing                                  - R$ 115,00 - 30% = R$    80,50 

Acesse: https://loja.napoleaoeditora.com.br/

ABO & Mongeral Aegon

Você, que dedica seu tempo a cuidar dos seus clientes, também deve dar atenção ao seu futuro. Pensando nisso, a Mongeral Aegon Seguros e Previdência, em parceria com a ABO, oferece um amplo portfólio de soluções financeiras para que você possa investir no seu planejamento, protegendo as pessoas que você ama, seus projetos e seu patrimônio.

Com mais de 180 anos de atividade no Brasil, a empresa protege atualmente mais de 2 milhões de pessoas, com um total de capital segurado de mais de R$ 320 bilhões e R$ 336 milhões em benefícios pagos aos clientes em 2016. Capaz de oferecer opções de planejamento para os mais diversos perfis de clientes e necessidades, a Mongeral Aegon conta com 4 mil corretores parceiros em todo o Brasil treinados para oferecer consultoria individualizada sob medida.

Conheça algumas das soluções disponíveis:
- Seguro de vida, inclusive para profissionais de alta renda;
- Seguro por invalidez;
- Cobertura por afastamento temporário do trabalho por acidente ou doença;
- Previdência privada, com planos multifundos e taxas competitivas.

Para conhecer mais detalhes das coberturas e do portfólio, entre em contato e solicite a visita de um corretor: www.mongeralaegon.com.br.

Movida

A parceria entre a ABO e a Movida Rent a Car oferece benefícios para você, cirurgião-dentista ou aluno associado, com descontos diferenciados do mercado no aluguel do carro pelo site da parceria por intermédio desta entidade.

https://parcerias.movida.com.br/abo

Ver mais

Formulário de Contato