INFORME DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA (SBI) SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS (Atualizado em 12/03/2020)

Ontem, 11 de março de 2020, a OMS (Organização Mundial da Saúde)declarou que a COVID-19, nova doença causada pelo novo coronavírus(denominado SARS-CoV-2), é uma pandemia. Isto já era esperado, pois, há algumas semanas, esta nova doença viral já havia se espalhado pelo mundo,atingindo os 5 continentes. O momento da epidemia no Brasil é de prudência;não de pânico. A epidemia é dinâmica e as informações e recomendações deste informe podem ser atualizadas em poucos dias, à medida que a epidemia aumente e que novos conhecimentos científicos são publicados.

  • A capacidade de contágio (RO), que é o número médio de “contagiados”por cada pessoa doente, do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é de 2,74,ou seja, uma pessoa doente com a COVID-19 transmite o vírus, emmédia, a outras 2,74 pessoas. Comparativamente, na pandemia deinfluenza H1N1 em 2009, esta taxa foi de 1,5 e no sarampo é em torno de 15.As medidas preventivas mais eficazes para reduzir a capacidade de contágio do novo coronavírus são: “etiqueta respiratória”; higienização,com água e sabão ou álcool gel a 70%, frequente das mãos;identificação e isolamento respiratório dos acometidos pela COVID-19 e uso dos EPIs (equipamentos de proteção individual) pelos profissionais de saúde.

  • O período de incubação, ou seja, o tempo entre o dia do contato com o paciente doente e o início dos sintomas, é, em média, de 5 dias para a COVID-19. Em raros casos, o período de incubação chegou a 14 dias.

  • Aproximadamente 80 a 85% dos casos são leves e não necessitam hospitalização, devendo permanecer em isolamento respiratório domiciliar; 15% necessitam internamento hospitalar fora da unidade de terapia intensiva (UTI) e menos de 5% precisam de suporte intensivo.

  • Recomendamos NÃO colher swab nasal para pesquisa de SARS-CoV-2de pessoas sem sintomas respiratórios (pessoas assintomáticas), exceto em pesquisa clínica. A detecção viral de RNA por reação em cadeia da polimerase (PCR) em secreção respiratória, método usado para o seu diagnóstico, pode não representar necessariamente infecção com potencial de transmissão e, provavelmente, tem pouca importância epidemiológica de transmissão.

  • Provavelmente os primeiros 3 a 5 dias de início dos sintomas são os de maior transmissibilidade. Por isso, casos suspeitos devem ficar em isolamento respiratório, desde o primeiro dia de sintomas, até serem descartados.

  • Neste momento da epidemia no Brasil não está recomendado fechar escolas ou faculdades ou escritórios. O fechamento de escolas pode levar a várias famílias a terem que deixar seus filhos com seus avós, pois seus pais trabalham. Nas crianças, a COVID-19 tem se apresentado deforma leve e a letalidade é próximo a zero; já no idoso, a letalidade aumenta muito. No idoso com mais de 80 anos e comorbidades, a letalidade é em torno de 15%. Portanto o fechamento de escolas em cidades em que os casos são importados ou a transmissão é local (ver definições no fim deste informe) pode ser prejudicial para sociedade !Esta orientação é dinâmica, podendo ser modificada, conforme a evolução da epidemia, particularmente nas cidades e estados em que a epidemia evoluir para transmissão comunitária.

  • Profissionais de saúde devem utilizar equipamentos de proteção individual (EPI) para precaução de gotículas em atendimento de pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus(COVID-19). São eles: máscara cirúrgica, avental e luvas descartáveis e protetor facial ou óculos. Nos procedimentos que podem gerar aerossol(como coleta de swab nasal, broncoscopia, aspiração de paciente intubado), a máscara cirúrgica deverá ser substituída por máscara N95ou PFF2. Nas UTIs com leitos de coorte para COVID-19, utilizar máscara N95 ou PFF2 durante todo o plantão.

  • A Sociedade Brasileira de Infectologia recomenda que nenhuma medicação, como lopinavir-ritonavir, cloroquina, interferon, vitamina C,corticoide, etc, seja usada para tratamento de pacientes com COVID-19 até que tenhamos evidência científica de sua eficácia e segurança.Algumas delas, como o corticoide, já demonstraram que podem piorar a evolução de outras viroses respiratórias, como na gripe. Estar e comendação pode mudar à luz de novos conhecimentos científicos, especialmente porque vários estudos clínicos estão em andamento. O remdesivir, que há estudo clínico em andamento fora do Brasil; é administrado por via endovenosa e cuja molécula é próxima da TAF (tenofovir alafenamida), antirretroviral usado nos EUA para pessoas vivendo com HIV, parece ser o antiviral com maior potencial de benefício para a COVID-19 e efeitos colaterais aceitáveis. Devemos lembrar de um dos princípios éticos da Medicina, que em latim é PRIMUM NONNOCERE, ou seja, primeiro não causar dano ao paciente. Só estudos clínicos permitirão avaliar a eficácia e segurança de qualquer medicação.

  • A epidemia é dinâmica e o Brasil é um país “continental”. Diferentes cidades e estados podem apresentar fases distintas da epidemia. A primeira fase epidemiológica da COVID-19 é de “casos importados”, em que há poucas pessoas acometidas e todas regressaram de países onde há epidemia. A 2ª fase epidemiológica é de transmissão local, quando pessoas que não viajaram para o exterior ficam doentes, ou seja, há transmissão autóctone, mas ainda é possível identificar o paciente que transmitiu o vírus, geralmente parentes ou pessoas de convívio social próximo. E finalmente pode ocorrer a 3ª fase epidemiológica ou de transmissão comunitária, quando o número de casos aumenta exponencialmente e perdemos a capacidade de identificar a fonte ou pessoa transmissora.

  • É possível que algumas cidades brasileiras, com maior probabilidade para ocorrer em São Paulo, seguida do Rio de Janeiro, entrem na fase de transmissão comunitária (3ª fase epidemiológica) nos próximos dia sou poucas semanas. Essas duas cidades são as mais populosas do Brasil e com grande número de viajantes. Ao se identificar a fase inicial de transmissão comunitária, as medidas iniciais mais recomendadas são:estimular o trabalho em horários alternativos em escala; reuniões virtuais;home office; restrição de contato social para pessoas com 60 anos ou mais e que apresentam comorbidades; realizar testes em profissionais de saúde com “síndrome gripal”, mesmo os que não tiveram contato direto com casos confirmados; organizadores devem avaliar a possibilidade de cancelar ou adiar a realização de eventos com muitas pessoas;isolamento respiratório domiciliar de viajante internacional que regressou de país com transmissão comunitária (7 dias de isolamento, se assintomático). Se sintomático, investigar por PCR para coronavírus. Importante ressaltar que essas medidas são para cidades ou regiões com transmissão comunitária.

  • Cidades (ou estados ou o país todo) em que a epidemia na fase de transmissão comunitária continue a evoluir, geralmente passando de 1.000 casos, como está ocorrendo em vários países da Europa(inicialmente na Itália, mas atualmente também na Alemanha, Espanha,França) e em algumas regiões dos EUA, o que pode ocorrer em poucos dias ou poucas semanas, apesar de tomadas as medidas anteriormente mencionadas, devem considerar : fechamento das escolas, faculdades e universidades; interrupção de eventos coletivos, como jogos de futebol e cultos religiosos; fechamento de bares e boates; disponibilização de leitos extras de UTI; pacientes com manifestações clínicas leves devem permanecer em isolamento respiratório domiciliar e não devem mais procurar assistência médica, porque os serviços de saúde estarão sobrecarregados; exames para confirmar o diagnóstico só serão realizados em pacientes hospitalizados; suspensão de cirurgias eletivas.

  • Somente as ações em conjunto da sociedade civil, agentes públicos,sociedades científicas e profissionais de saúde farão com que enfrentemos esta nova epidemia com sucesso, diminuindo a mortalidade principalmente entre os idosos e mitigando as consequências sociais e econômicas.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA
Presidente: Dr. Clóvis Arns da Cunha
Coordenador Científico: Dr. Sérgio Cimerman
Participaram da elaboração deste documento: Dr. LeonardoWeissmann, Dr. Clóvis Arns da Cunha, Dr. Alberto Chebabo, Dr.Sérgio Cimerman.



Clube de Benefícios ABO

A maior capilaridade de rede credenciada do Brasil

Atendimento nacional com a maior capilaridade de rede credenciada do Brasil;
Plano participativo com limite de R$ 111,44/mês por usuário, sendo apenas um fator moderador e não impeditivo.
Possibilidade de contratar um plano com rede diferenciada para atendimento em prestadores de primeira linha.
Por ser um contrato por adesão, o acesso a plano individualizado ou familiar tem valores abaixo dos planos oferecidos diretamente pelas operadoras.
Acesse: http://www.benevix.com.br/?valores-dos-planos2/62/ABO%20NACIONAL

ABO oferece benefícios exclusivos nos livros da Napoleão

A parceria entre a ABO e a Editora Napoleão oferece uma série de benefícios para você, cirurgião-dentista ou aluno associado, nas compras feitas pelo intermédio desta entidade.
 
O pacote abaixo, por exemplo, custaria R$ 2.153; porém, pode ser adquirido por R$ 1.291,80 e, ainda, parcelado em até dez vezes no cartão de crédito ou em boletos bancários. E tem mais: o frete não será cobrado. Esta redução não é um desconto, mas, sim, um subsídio de incentivo concedido pela ABO.
 
No caso deste conjunto de obras, os livros também poderão ser comprados unitariamente, com redução de 30% sobre o valor de tabela.
 
Confira:
 
Riquieri - Anatomia e escultura dental             - R$ 420,00 - 30% = R$ 294,00
 
Pagani - Preparos dentários                               - R$ 385,00 - 30% = R$ 269,50
 
Cimões - Manual de Cirurgia Periodontal        - R$ 430,00 - 30% = R$ 301,00
 
Fontoura - Terapêutica medicamentosa          - R$ 120,00 - 30% = R$   84,00
 
Fontoura - Emergências médicas                      - R$ 250,00 - 30% = R$ 175,00
 
Kitakawa - 10.000 questões p/ concursos        - R$ 298,00 - 30% = R$ 208,60
 
Carreon - Geração de negócios                         - R$ 135,00 - 30% = R$   94,50
 
Carreon - MBA Marketing                                  - R$ 115,00 - 30% = R$    80,50 

Acesse: https://loja.napoleaoeditora.com.br/

ABO & Mongeral Aegon

Você, que dedica seu tempo a cuidar dos seus clientes, também deve dar atenção ao seu futuro. Pensando nisso, a Mongeral Aegon Seguros e Previdência, em parceria com a ABO, oferece um amplo portfólio de soluções financeiras para que você possa investir no seu planejamento, protegendo as pessoas que você ama, seus projetos e seu patrimônio.

Com mais de 180 anos de atividade no Brasil, a empresa protege atualmente mais de 2 milhões de pessoas, com um total de capital segurado de mais de R$ 320 bilhões e R$ 336 milhões em benefícios pagos aos clientes em 2016. Capaz de oferecer opções de planejamento para os mais diversos perfis de clientes e necessidades, a Mongeral Aegon conta com 4 mil corretores parceiros em todo o Brasil treinados para oferecer consultoria individualizada sob medida.

Conheça algumas das soluções disponíveis:
- Seguro de vida, inclusive para profissionais de alta renda;
- Seguro por invalidez;
- Cobertura por afastamento temporário do trabalho por acidente ou doença;
- Previdência privada, com planos multifundos e taxas competitivas.

Para conhecer mais detalhes das coberturas e do portfólio, entre em contato e solicite a visita de um corretor: www.mongeralaegon.com.br.

ABO & JOMANI CORRETORA DE SEGUROS

RCP Responsabilidade Civil Profissional

Por que contratar seguro RCP?
A partir da Constituição de 1988 e do Código de Defesa do Consumidor, o número de ações de responsabilidade civil contra, dentistas e demais profissionais da Saúde, aumentou consideravelmente. Cada vez mais o consumidor de serviços odontológicos vem acionando estes profissionais, quando se sente frustrado com o resultado de um tratamento ou atendimento recebido, exigindo reparações ou indenizações. E, nenhum profissional, por mais competente e experiente que seja, está livre de uma situação desagradável como esta.

Coberturas/Benefícios
Respeitadas as condições previstas nas Condições Gerais, este Plano de Seguro:
Indenizações: Importâncias devidas a terceiros em decorrência de condenações judiciais por danos corporais, danos materiais e danos morais, decorrentes de omissões cometidas durante a vigência da apólice ou período retroativo de eventos, quando houver, pelo segurado, no exercício das especialidades declaradas.
Custos de Defesa: Honorários advocatícios*, laudos periciais e demais despesas necessárias para a defesa de uma reclamação, seja na esfera cível, criminal ou administrativa.
* O advogado é de livre escolha do segurado.
Acordos: Acordos judiciais ou extrajudiciais, mediante aprovação da Seguradora.
Reclamações nas esferas cível, criminal ou administrativa.

Outros Benefícios:
Possibilita as notificações preventivas de eventos que possam resultar em reclamação futura, evitando a perda dos prazos legais para o segurado buscar a proteção da Cia.
Possibilita até triplicar o limite máximo indenizável (LMI) contratado, exclusivamente para o conjunto de sinistros, ou seja, sem alterar o LMI por sinistro.
Garante, automática e gratuitamente, em caso de não renovação, até 36 meses de prazo, a contar do término de vigência da apólice não renovada, para recebimento de reclamações (Prazo Complementar).
Garante, também em caso de não renovação, mediante o pagamento do prêmio adicional definido nas Condições Gerais, o direito de contratação de um prazo (Prazo Suplementar) que amplia em mais 24 meses, o Prazo Complementar.
Assistência em caso de sinistro: Atendimento integrado de sinistros, através de linha 0800 (ligação grátis). O atendimento prevê o acompanhamento do recebimento de toda reclamação, abrangendo as principais linhas de defesa; a avaliação e mensuração dos incidentes reportados; a orientação, acompanhamento e defesa do Segurado. Todo este acompanhamento é realizado por advogados especialistas e com demandas a nível Brasil para melhor atender o segurado.
Palestras: Possibilidade de apresentação de palestras específicas para esclarecimentos aos profissionais da área da Saúde, inseridos ou não, em seminários e congressos.
Renovação Automática: A renovação é feita de forma automática, tranquilizando ainda mais o segurado na ocasião da renovação do seu seguro quanto a aceitação, precificação e coberturas contratadas.
Apólice Individual: Cada segurado tem sua apólice individual, ou seja, não existe rateio com demais segurados, e muito menos uma precificação em razão do universo de segurados existente na apólice.
Precificação (Custo do seguro, prêmio): O custo do seguro que é a taxa aplicada sobre o capital segurado não sofre alteração. Isto significa que seu seguro não sofre reanalise ou alteração do custo na renovação.
Garantia de atualização das Coberturas Contratadas: Anualmente suas coberturas são atualizadas pelo IPC-A, garantindo assim a atualização de acordo com a inflação do período, não as deixando defasadas.

Perfil Empresarial da JOMANI
JOMANI CORRETORA DE SEGUROS, pessoa jurídica de direito privado, sociedade por quotas de participação, com seus atos constitutivos registrados em 29 de junho de 1987 em Florianópolis, tem sede própria em dois andares em edifício central da capital dos catarinenses, na Rua Arcipreste Paiva, nº 85, o Edifício Cidade de Florianópolis, ocupando-lhe o 1º, 2º e 3º piso.
Registrada na SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, Autarquia Federal do Ministério da Fazenda sob o Nº 10.012172-0, e integra o Sistema Nacional de Seguros Privados.
Criada há 30 anos, teve originariamente o propósito de dinamizar aos Servidores Públicos das esferas Federal, Estaduais e Municipais, condições favorecidas de contratação de Seguros de Vida em Grupo e Acidentes Pessoais Coletivo. Hoje sua atuação alcança a todos os segmentos da economia, com forte presença na iniciativa privada, notadamente nos seguros de bens e responsabilidades dos riscos patrimoniais, residenciais e empresariais.
A atuação determinada da JOMANI CORRETORA DE SEGUROS fez com que a empresa conquistasse a confiança dos seus clientes, que hoje a colocam numa posição de destaque como a maior corretora catarinense de seguros de pessoas no âmbito do funcionalismo público.
A JOMANI conta com corretores parceiros em todo o Brasil, o que proporciona agilidade e prestando um atendimento ainda melhor ao profissional. Portanto, não importa qual sua região, sempre teremos um profissional para lhe atender.
Central de Atendimento 0800 606 22 00

Acesse: http://www.jomani.com.br

Ver mais

Formulário de Contato